Sperazzo, Poetando em Fragmentos

Lego a você os fragmentos dos meus sentimentos...

Textos


NESSES IDOS TEMPOS

Na ânsia de viver, quantos consentimentos...
Passos repetidos, constante caminhar,
Por entre as estranhas rotinas,
Nesses idos tempos...

Tristezas e alegrias ressentidas,
Sacudindo as lágrimas comovidas,
Em guisos de sorrisos danosos,
De tempo enfadonho, e nós, seres ruidosos...

Em tudo a mesma esperança,
Plantando silêncio nas palavras,
De qualquer evento nesses idos,
Na expectativa dos que serão vindos...

É um novo tempo cheio de oferendas,
E a vida nua e crua com minutos audaciosos,
Arquiteta sonhos dormidos, adquiridos, como prendas,
Vasculha o nosso relógio com olhos piedosos...

E, nós, elaboramos na inocência do contratempo
Os ponteiros do destino com abrangência,
Gerando planos até com uma certa prudência e coerência,
Como se fôssemos nós os donos de todos os tempos...

Sandra Lúcia Ceccon Perazzo
(Sperazzo ¨05/01/2010¨)



Arte Simone Cz
Sperazzo
Enviado por Sperazzo em 20/02/2010
Alterado em 20/02/2010


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras