Sperazzo, Poetando em Fragmentos

Lego a você os fragmentos dos meus sentimentos...

Textos

virtualismo...
M.Flores  (Millie)
 
  
Hoje acordei com vontade de trocar idéias sobre
algo que gostamos muito de fazer...
 
poetar e formatar...
 
O meio que utilizamos para desenvolver estes trabalhos
é o virtualismo...
 
concordam?
 
Impossível nos dias de hoje não falar sobre o mundo virtual...
 
Chegamos invadindo espaços desconhecidos
 e misturamos as artes...
 
Letras, cores e sons unem-se para completar um tema que,  
desenvolvido com a cumplicidade da emoção,  embrenham-se por caminhos virtuais
e percorrem o universo...
 
Nossas letras atravessam mares, e em sintonia com alguém que não conhecemos,
 entrelaçam-se formando belos duetos de amor...
 
Felizmente podemos constatar nos dia de hoje,
que a legitimidade do mundo virtual  leva-nos ao infinito...
 
Os benefícios  que o virtualismo trouxe a escritores e ao universo da arte,
e assustadoramente positivo.
 
Assim sendo, é preciso saber conviver neste novo mundo,
respeitando os limites e usando o bom senso sempre...
 
Precisamos respeitar a individualidade,
 características e direitos de cada autor...
 
Um "código de ética" mesmo inexistente,
mas específico para os trabalhos virtuais deverá prevalecer...
 
Hoje temos a felicidade de poder divulgar nossos textos
com belas formatações, em grupos de literatura, arte,
ou simplesmente em grupos de amigos...
 
 Nossos ebooks percorrem o planeta e nos aproximam
com maior rapidez de seus autores...
 
Assim sendo, e com tamanhas possibilidades,
deparamos-nos com trabalhos de primeira grandeza...
 
Mas eu me pergunto,
será que realmente estamos conduzindo a expressão máxima
do ser humano através da escrita
de forma correta?
 
Como disse, hoje questiono algumas situações
e gostaria muito conhecer a tua opinião... pode ser?
 
 enquanto isso...
 o poeta, em seu eterno sonhar,
 desliza nas estrelas deixando em seu rastro letrinhas,
que juntas tornam-se  poemas que encantam nossos corações...
 
Millie
SC  17/09/2006
 
 ***   **   ***
 
Respondendo a você poeta querida, Millie!
 
No Virtual
Sandra Lúcia Ceccon Perazzo
 
 
Falta aos homens antes do código de ética virtual
o código moral e espirtual...
 
O maior problema está na ilusão de todo coração
que busca ter e ser o que não tem e o que não é
 
Se cada 'ser'
tivesse por ele, amor, carinho, respeito e afeto
seria o que é, sem falsidade, com todos os seus defeitos
 
Podendo daí sim, ser o que é
reconhecendo nos defeitos seus maiores aliados
na busca de ser melhor do que é
 
A vaidade inventa, inveja, desrespeita e peita
e aquele que foi lesado absurdamente
é quem tem que provar que a obra é dele
 
E é assim no real, no virtual
loucura acessa em delírio
trazendo o desiquilíbrio
 
Pobre de quem ainda não se encontrou
ou pior ainda, se encontrou e não gostou
e nem se quer se preocupou
apenas inventou, plagiou, furtou
 
A solução?
É preciso machucar a dor
É preciso
ralar
sangrar
 sarar
achar
e vir a ser...
 
(Sperazzo)
06/06/2007
 
Sperazzo
Enviado por Sperazzo em 28/07/2007


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras