Sperazzo, Poetando em Fragmentos

Lego a você os fragmentos dos meus sentimentos...

Textos


Palavras...

Sejam elas escritas ou faladas,
caso perdessem o valor,
o que seria do nome da flor?
Como chamariam as cores?
De tanta importância que têm,
não podem ser alteradas,
muito menos mutiladas,
pois, de nós, quem seria quem?
Disciplinadas, ordenadas em filas,
devemos dominá-las, para que não saiam
no impulso, na ansiedade, na raiva ou na dor,
mas que saiam sim, sempre com muito amor.
Pudera o homem vestisse palavras,
e entre consoantes e vogais,
dedilhasse ou falasse,
fraseando sonhos reais,
com sentenças de harmonia e de paz.
Quem dera, o homem com as palavras,
não brincasse com as letras,
mas brilhasse no oceano do alfabeto,
sem contradição, por entre fonemas,
com a grandeza da humildade,
com a ternura da simplicidade,
com o encanto da meiguice,
dissesse e escrevesse verdade,
sempre com muita bondade...


Sandra Lúcia Ceccon Perazzo
      27/01/2007

Art by Simone Cz
 
 
 
 
Sperazzo
Enviado por Sperazzo em 18/08/2007
Alterado em 18/08/2007


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras